Paraísos fiscais

Partilhar

A OCDE estabeleceu uma lista de 46 países e territórios não "suficientemente" cooperantes em matéria fiscal - os tais paraísos fiscais - sabe-se que entre eles constam Suíça, Luxemburgo, os territórios de Guernsey e de Jersey (Reino Unido), as ilhas Marshall, Granada (Antilhas), São-Marino, Libéria, Luxemburgo, Singapura, Hong Kong e Áustria mas a lista de todos os países integrantes ainda não foi divulgada.
A falta de consenso entre os membros do G20 sobre esta matéria tem dificultado a divulgação integral da lista. A OCDE garantiu à Agência Efe que a organização não divulgará esta documentação antes da cúpula do G20, dia 2 de Abril, em Londres, mas que a enviará aos Governos, para que decidam o que fazer com ela...
A verdade é que cada um dos 30 países da OCDE pode impor seu direito de veto para impedir a adopção de uma posição comum ou de uma lista de paraísos fiscais mas o certo é que recentemente a Suíça, Áustria e Luxemburgo cederam às pressões do G20 e anunciaram medidas para flexibilizar regras de sigilo bancário.
A título de curiosidade: a Grã-Bretanha, um dos países mais activos no combate aos paraísos fiscais, também consta dessa lista, vejamos: Guernsey, ilhas de Jersey e Gibraltar na Europa esquecendo a Ilha de Man, nos ditos Territórios britânicos ultramarinos temos as Ilhas Cayman, Anguilla e Bermudas.
Comentários?

4 comentários:

Amílcar Tavares disse...

Tem havido uma enorme hipocrisia na Europa sobre o tema.

Como você focou, e bem, quem mais recorre à optimização fiscal são as grandes empresas europeias e norte-americanas. E, quem mais dá espaço a esse expediente manhoso são esses mesmos países!

Têm a faca e o garfo...

MM disse...

Exactamente (mas eu não disse/escrevi isso hehehe)

Disordinedeimedici disse...

ciao amico dal'italia

MM disse...

Ciao
Benvenuto